“Temos - e sentimos! - uma responsabilidade muito grande no seio desta equipa”

“Temos - e sentimos! - uma responsabilidade muito grande no seio desta equipa”

 

Nuno Martins Neves   Motores   23 de Mai de 2019, 07:46

Victor Calado, em testes para a terceira prova do Campeonato dos Açores de Ralis, Victor Calado fala da experiência de ser navegador de Bernardo Sousa na Play/AutoAçoreana Racing e do que está para vir na luta pelo título de campeão de ralis dos Açores

O Campeonato dos Açores de Ralis segue agora para a ilha Terceira, para o Rali Sical, uma prova que o Bernardo Sousa já venceu no ano passado. Há uma pressão adicional para repetir a vitória?


Naturalmente, a pressão vai existir sempre em todas as provas. No ano passado, e pelo histórico que temos, foi um campeonato bastante disputado, e este ano, pelo track record de algumas vitórias em algumas provas e é para manter essa prestação. Este ano temos a perceção que o Luís Rego está mais forte, com outro andamento, naturalmente vai dificultar-nos mais a vida, e temos a noção que temos de trabalhar bastante em cada prova, não só para mantermos as boas prestações, como para obter vitórias nos ralis que se seguem. É essa a nossa postura: temos trabalhado bastante nesse sentido, cada prova é preparada meticulosamente, quer em termos de notas, que são novas e diferentes (tentamos evoluir um pouco neste campo); como na preparação da viatura e reconhecimento de troços.


Pode ler a entrevista na íntegra na edição desta quinta-feira, 23 maio 2019, do jornal Açoriano Oriental




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.