Telma Monteiro e João Crisóstomo relegados para a luta pelo bronze

Telma Monteiro e João Crisóstomo relegados para a luta pelo bronze

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   26 de Abr de 2018, 14:04

Os judocas Telma Monteiro (-57 kg) e João Crisóstomo (-66 kg) caíram esta quinta-feira para a repescagem nos Europeus da modalidade, fase da prova em que irão ainda hoje lutar pela medalha de bronze, em Telavive.

Telma Monteiro, cinco vezes campeã europeia, perdeu ao terceiro combate na fase de grupos, com a kosovar Nora Gjakova, já no ponto de ouro, aos 3.17 minutos, período que se segue aos quatro minutos iniciais, e em caso de empate.

Foi o terceiro combate entre Telma Monteiro (12.ª do mundo) e Gjakova (quinta). A portuguesa venceu o combate nos Europeus de Budapeste, em 2013, e a kosovar nos Mundiais do mesmo ano, no Rio de Janeiro.

Antes de perder com Gjakova, Telma Monteiro derrotou a israelita Maayan Greenberg (63.ª do ‘ranking’ mundial) e a croata Tena Sikic (203.ª), ambas por ‘ippon’, a maior pontuação no judo e que termina de imediato o combate.

Em Israel, a judoca do Benfica procura a 12.ª medalha da sua carreira em Europeus em idêntico número de participações, num registo em que tem cinco títulos de campeã europeia, uma medalha de prata e cinco de bronze.

Com oito judocas portugueses a competir neste primeiro dia nos Europeus de Telavive, João Crisóstomo foi o único a ter um registo igual ao de Telma Monteiro, ao entrar na repescagem, depois de vencer dois combates e perder um.

Crisóstomo (40.º mundial), que compete nos -66 kg, venceu o bielorrusso Dzmitry Minkou (11.º), por ippon, o italiano Manuel Lombardo (74.º), no ponto de ouro, por ippon, e perdeu com o azeri Orkhan Safarov (109.º), também por ippon.

Na zona de acesso ao bronze, Telma irá defrontar a conceituada húngara Hedvig Karakas (14.ª do Mundo), com quem já combateu sete vezes, vencendo seis e perdendo uma, a última, no Grand Slam de Tóquio, em 2017.

A judoca húngara foi sétima nos Jogos Olímpicos do Rio2016, competição em que Telma Monteiro conquistou a medalha de bronze.

Quanto a João Crisóstomo, irá defrontar um judoca da casa, o israelita Tal Flicker, terceiro no ‘ranking’ mundial dos -66 kg, e com quem o português nunca combateu.

Os outros seis judocas portugueses hoje em competição ficaram pela fase de grupos, com Joana Diogo (-48 kg), Mariana Esteves (-52 kg) e Gonçalo Mansinho (-60 kg) a serem eliminados no combate de estreia.

Catarina Costa (-48 kg), Joana Ramos (-52 kg) e Sergiu Oleinic (-66 kg) ainda realizaram dois combates, mas acabaram derrotados.

Se a primeira ‘pagou’ a inexperiência em Europeus, ao sofrer um terceiro castigo, e consequente eliminação, no combate com a ucraniana Maryna Cherniak, já Joana Ramos efetuou em Telavive a sua primeira competição do ano.

A judoca olímpica (23.ª do Mundo) recuperou desde o início do ano de uma pneumonia, e hoje acabou vencida diante da eslovena Anja Stangar (19.ª), por ‘ippon’.

Má prestação teve Sergiu Oleinic (17.º mundial), judoca com experiência e presença no Rio2016, que hoje começou por vencer o espanhol Alberto Gaitero (21.º), por ippon, mas perdeu quando menos se esperava.

Oleinic foi derrotado em poucos segundos frente ao montenegrino Marko Gusic (apenas 361.º do Mundo), com uma primeira pontuação de waza-ari, seguido, segundos depois, de ippon, num combate em que pareceu desconcentrado.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.