Teerão aberto a discutir propostas ocidentais sobre troca de urânio

Teerão aberto a discutir propostas ocidentais sobre troca de urânio

 

Lusa   Internacional   19 de Dez de 2009, 14:05

O Irão está disposto a discutir com os países ocidentais um acordo para troca de urânio e resolver a crise nuclear, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Manuchehr Mottaki.

"Estamos prontos para examinar propostas relativas a uma troca de combustível nuclear", declarou Mottaki citado pela agência noticiosa oficial IRNA.

Esta declaração do chefe da diplomacia iraniana surge após a rejeição pelos Estados Unidos e países europeus de uma proposta de Teerão de entregar 400 quilos de urânio ligeiramente enriquecido, a 3,5 por cento, em troca de uma quantidade correspondente de urânio enriquecido a 20 por cento destinado a um reactor de investigação médica.

O grupo dos 5+1 (cinco membros do Conselho de Segurança da ONU - EUA, Rússia, China, Reino Unido, França - e Alemanha), que negocia com o Irão, solicitou em Outubro a Teerão a entrega de 1200 quilos de urânio (cerca de 70 por cento do stock iraniano), a transformar na Rússia e em França.

O Irão rejeitou este pedido, que visava "restabelecer a confiança" da comunidade internacional relativamente à República islâmica, que é suspeita de enriquecer secretamente urânio para fins militares.

Teerão declarou não confiar nas promessas dos ocidentais e propôs trocas em quantidades mais inferiores, sucessivas e simultâneas, do seu combustível.

A declaração feita hoje pela diplomacia iraquiana parece, uma vez mais, pretexto para protelar uma decisão definitiva sobre o processo nuclear.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.