Sociedade

Taxista desaparecido terá viajado para Lisboa

Taxista desaparecido terá viajado para Lisboa

 

Luis Pedro Silva   Regional   22 de Out de 2009, 16:20

O taxista que estava dado como desaparecido, desde o final da última semana, afinal deslocou-se a Lisboa devido a assuntos particulares.
O Açoriano Oriental confirmou junto da Polícia Judiciária que “o taxista ausentou-se da ilha de forma voluntária” e por isso, não existe a prática de nenhum crime, porque se tratou de uma decisão do foro pessoal do taxista.

O alerta do desaparecimento do taxista, numa fase inicial, motivou uma investigação da polícia por suspeitas da prática de um crime de homicídio ou sequestro, após ter sido encontrada a viatura do taxista, com telemóveis no seu interior.

Carlos Plácido, presidente da Associação de Taxistas da Ilha de São Miguel, explicou que “por qualquer motivo da vida pessoal o taxista lembrou-se de ir a Lisboa, onde foi encontrado”, informou o representante da associação de taxistas.

O homem dado como desaparecido tem cerca de 40 anos, divorciado, com uma filha e trabalha desde 2005 como taxista.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.