Surto de gripe aviária detetado na Holanda obriga a abater 36.000 animais

Surto de gripe aviária detetado na Holanda obriga a abater 36.000 animais

 

Lusa/AO online   Internacional   26 de Fev de 2018, 09:11

Um surto de gripe aviária suspeita de ser altamente patogénica foi detetado na Holanda, numa herdade avícola onde todos os 36 mil animais serão abatidos, revelou hoje o governo holandês.

"Um surto de gripe aviária de tipo H5 foi detetado numa herdade avícola em Oldekerk, província de Groningen (norte)”, informou o Ministério da Agricultura, em comunicado.

"Esta é provavelmente uma variante altamente patogénica da gripe aviária", disse.

Para "prevenir a propagação do vírus, as 36 mil aves serão abatidas", afirmou o Ministério da Agricultura, que anunciou imediatamente a proibição do transporte de aves de capoeira, ovos, estrume e lodo numa zona de dez quilómetros ao redor da herdade.

O governo holandês já havia decidido o encerramento de todas as aves de capoeira no país, em dezembro, após um caso de gripe aviária de alta patogenicidade tipo H5 numa herdade de criação de patos, exigindo o abate de 16 mil animais.

Todas as medidas nacionais atuais, como o encerramento das aves, permanecem em vigor, acrescentou o ministério.

Um surto de gripe aviária de baixa patogenicidade também foi detetado em outubro numa quinta de crianças de galinhas. Todas as 42 mil aves de capoeira que lá estavam foram abatidas.

Um surto de gripe aviária seria outro golpe para o setor avícola holandês, depois da crise dos ovos contaminados com Fipronil que se espalharam na Europa no passado mês de agosto.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.