Supermercados reforçam ‘stocks’ para prevenir falhas durante greve

Supermercados reforçam ‘stocks’ para prevenir falhas durante greve

 

Ana Carvalho Melo   Regional   13 de Ago de 2019, 08:59

Empresas que se dedicam à venda de produtos alimentares revelam que apostaram no reforço de ‘stocks’ antes do início desta greve, mostrando-se convictos de que pelo menos os bens não perecíveis não vão desaparecer das prateleiras

Empresas de distribuição açorianas prepararam-se para a greve dos motoristas de mercadorias reforçando os ‘stocks’. Os motoristas de matérias perigosas e de mercadorias nos Açores não aderem à greve nacional, no entanto esta paralisação nacional pode ter consequências no arquipélago, em áreas como a distribuição.


Da parte dos combustíveis, à semelhança do que aconteceu durante a paralisação de abril não se preveem consequências na Região, até porque não foi convocada para os trabalhadores do setor do arquipélago.


Pode ler mais na edição desta terça-feira, 13 agosto 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.