Mercado ibérico

"Sucesso implica reciprocidade de tratamentos"


 

Lusa / AO online   Economia   18 de Nov de 2009, 10:39

O mercado ibérico sairá prejudicado se entre Portugal e Espanha não houver um equilíbrio comercial e reciprocidade de tratamento para as empresas dos dois países, disse esta quarta-feira o presidente da AICEP.
Em entrevista à Lusa em Espanha, antes de um encontro empresarial luso-espanhol em Mérida, Basílio Horta afirmou que o sucesso do mercado ibérico, "que está na boca de muita gente", implica "reciprocidade de tratamentos".

O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal afirma que Portugal quer “continuar na linha de criação de condições para que haja liberdade de trânsito, mercadorias, pessoas e capital” entre os dois países mas alerta que se houver casos de dificuldades, terão de ser tomadas medidas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.