Liga Sagres

Sporting de Braga líder à condição

Sporting de Braga líder à condição

 

Lusa/Aonline   Futebol   13 de Mar de 2010, 21:07

O Sporting de Braga regressou à liderança da Liga Sagres, ainda que à condição, depois de bater o Rio Ave (1-0) na 23ª jornada, com um golo solitário de Madrid, que não marcava desde 2005

Foi a 11ª vitória dos arsenalistas em 12 jogos em casa, igualando o Benfica (que joga hoje, na Madeira, ante o Nacional), com 55 pontos, mas tirando vantagem do confronto directo sobre os encarnados, que recebem o Braga na próxima jornada.

Com excepção dos primeiros 10 minutos, o Sporting de Braga esteve bem na primeira parte, agressivo na busca pela posse de bola e veloz na tentativa de chegar ao golo, e menos bem, na segunda, algo ansioso e limitando-se a controlar a partida.

A primeira grande oportunidade de golo pertenceu ao Rio Ave, logo aos oito minutos: centro de Zé Gomes e cabeçada de Taranti em grande estilo à barra da baliza defendida por Eduardo.

A equipa de Vila do Conde privilegiava o ataque pela banda direita, com Zé Gomes e Bruno Gama muito activos a darem trabalho ao defesa Evaldo, mas seria o Sporting de Braga a chegar à vantagem, aos 16 minutos.

Renteria trabalhou bem à entrada da área e serviu Madrid que rematou rasteiro, a bola ainda desviou num defesa vila-condense e encaminhou-se para o fundo das redes de Carlos, sem hipóteses para o guarda-redes angolano.

O Rio Ave respondeu pouco depois, aos 21, mas o remate cruzado de Sidnei embateu nas malhas laterais e foi apenas um susto para o guarda-redes Eduardo.

No espaço de um minuto (36), a equipa minhota criou muito perigo, primeiro com um remate em arco de Filipe Oliveira, após boa combinação com Mossoró, defendido por Carlos e, na sequência da jogada, Mossoró “descobriu” um espaço na área, mas depois rematou muito mal.

Aos 55 minutos, Carlos Brito alargou a frente de ataque (entrada do avançado Nélson Oliveira e saída do defesa direito Zé Gomes), enquanto Domingos Paciência teve que colocar Rodriguez em campo por troca com André Leone, que saiu lesionado.

As alterações na equipa de Vila de Conde obrigaram os da casa a recuar, mas a verdade é que o Rio Ave raramente criou perigo, sendo que o Braga, raramente consente golos (apenas três sofridos no municipal bracarense).

 A segunda parte foi bem mais pobre do que a primeira, sendo de destacar um remate de Hugo Viana para defesa apertada de Carlos (56) e dois do Rio Ave, Chidi (81) e Vítor Gomes (90), o primeiro defendido por Eduardo, o segundo um pouco ao lado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.