Sousa Cintra substitui Bruno de Carvalho na presidência da SAD

Sousa Cintra substitui Bruno de Carvalho na presidência da SAD

 

LUSA/AO online   Futebol   24 de Jun de 2018, 19:21

O antigo presidente do Sporting José Sousa Cintra foi nomeado para a presidência da SAD do clube, em substituição de Bruno de Carvalho, anunciou hoje a Comissão de Gestão do clube

O anúncio feito por Artur Torres Pereira acontece depois de a maioria dos sócios do Sporting reunidos em Assembleia Geral no sábado ter votado a destituição do presidente do clube, Bruno de Carvalho, que era o representante do acionista Sporting na sociedade que gere o futebol profissional dos 'leões'.

O presidente da Comissão de Gestão disse ainda que nos próximos dias serão feitas diligências no sentido de recompor a administração da SAD, em função dos resultados da AG extraordinária de sábado.

A Comissão de Gestão e a solução encontrada para a SAD deverão manter-se até novas eleições para os órgãos sociais do clube, que estão apontadas para 08 de setembro, conforme anunciou no sábado o presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG), Jaime Marta Soares.

Na ocasião, Sousa Cintra escusou-se a indicar se a SAD tomará a iniciativa de promover o regresso de alguns jogadores de futebol que recentemente rescindiram os respetivos contratos com o clube ou que decisão tomará relativamente ao novo treinador, o sérvio Sinisa Mihajlovic.

“Sobre o caso dos jogadores, do treinador, de outras coisas do futebol, tenham paciência, estou a chegar agora”, afirmou, acrescentando que aguardará pelo conhecimento da situação real do clube.

“Não posso falar sobre uma coisa que ainda não sei. Sei que as coisas não estão bem. Só depois de lá entrarmos, e sabermos com os auditores, é que eu vou saber a situação real do clube”, indicou.

Esclarecendo que não será candidato nas futuras eleições para a direção do clube, José Sousa Sintra deixou, no entanto, uma palavra de confiança relativamente ao novo ciclo no clube, que vai “voltar à normalidade”.

“O Sporting voltou a ser um clube de confiança. Àqueles que saíram, e penso que estavam com alguma angústia sobre o que ia acontecer, quero deixar-lhes uma palavra de total conforto. O Sporting vai honrar os compromissos todos que tem com os jogadores e aqueles que saíram e acho bem que possam voltar, o Sporting é o clube do coração deles (...), eu quero a família unida”, disse.

O presidente da Comissão de Gestão do clube, Artur Torres Pereira, salientou, por seu turno, que será levada a cabo uma “auditoria forense às contas recentes do clube e da SAD para que os verdadeiros donos do Sporting tenham conhecimento com rigor absoluto o que se passa”.

Torres Pereira indicou ainda que nenhum dos membros da atual comissão de gestão integrará qualquer lista candidata às próximas eleições ou será remunerado nas suas funções.

“Nenhum dos membros desta comissão de gestão (...) auferirá um cêntimo que seja no decorrer destes três meses até à realização de novas eleições (...) ou aceitará integrar qualquer lista concorrente às próximas eleições do Sporting (...). O nosso espírito e a nossa vontade é o de contribuirmos para das alegrias aos sportinguistas e dar resposta a este período, abrir um novo ciclo de esperança”, disse.

O presidente da Comissão de Gestão indicou ainda que os membros deste órgão trabalharão a partir de amanhã nas instalações do Sporting, tendo convocado para terça-feira uma reunião com os funcionários e colaboradores do clube.

“Não temos dúvidas de que a vontade democrática dos sócios, expressa numa Assembleia Geral que teve o inequívoco resultado que teve, fará com que qualquer funcionário ou colaborador tenha percebido que agora o tempo das facas longas acabou e que voltamos a um tempo de paz, tranquilidade e respeito. Temos de apagar este período que se passou e saber criar as condições para que regressemos ao Sporting de que todos nos orgulhamos”, comentou.

O responsável do clube disse ainda ter a esperança de que, depois da "votação clarificadora" de sábado, "todos aceitem democraticamente o resultado inequívoco da expressão da vontade dos sócios".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.