Sócrates inicia viagem a Moçambique


 

lusa/ao on line   Nacional   3 de Mar de 2010, 05:38

O primeiro ministro português, José Sócrates, está hoje em Moçambique numa visita oficial que durará até sexta feira, uma comitiva que integra seis ministros e 52 empresários.

A visita, a primeira ao exterior depois de ter sido reeleito, terá grande componente das relações económicas, estando previsto para dia 04 um Seminário Económico, destinado a empresários portugueses e moçambicanos.

Nesse mesmo dia, José Sócrates deverá ir ao Songo, província de Tete, à barragem de Cahora Bassa, onde o Estado português ainda detém uma participação de 15 por cento.

Em Cahora Bassa, José Sócrates deverá anunciar a participação portuguesa nos investimentos previstos para a barragem que passará pelo fundo de investimento luso-moçambicano que estará operacional pela altura da visita.

Portugal assumiu com Moçambique a criação de um Fundo de Apoio ao Investimento (de 90 milhões de euros) aquando do processo de transferência da barragem para o Estado moçambicano.

Além de encontros com o Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, e com o primeiro ministro, Aires Ali, José Sócrates deverá também reunir-se com deputados na Assembleia da República.

No último dia da visita, inaugura na Escola Portuguesa de Maputo oito salas de ensino pré-escolar.

A fonte do gabinete de José Sócrates adiantou ainda que está prevista a assinatura de memorandos de entendimento, destinados ao reforço das relações entre os dois países, e de acordos na área da Cultura. Na área económica, é dado destaque ao setor das energias renováveis.

Sempre frisando que o programa de José Sócrates não está ainda “fechado”, a fonte disse que o primeiro ministro deverá também inaugurar o Centro de Dia do projeto Mães de Mavalane, um complexo escolar e de apoio social em Maputo, que é desde há muito apoiado pelo Governo português.

José Sócrates terá ainda contactos com a comunidade portuguesa em Maputo, onde a cantora Mariza dará um espetáculo, no âmbito da visita do primeiro ministro.

Armando Guebuza deverá visitar também Portugal ainda no primeiro semestre deste ano, provavelmente no final de abril.

O Presidente moçambicano qualifica de “excelentes” as relações entre Portugal e Moçambique.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.