Sindicatos da Função Pública marcam greve para dia 30


 

Lusa / AO online   Economia   8 de Nov de 2007, 17:32

As três estruturas sindicais da administração pública voltaram a marcar uma greve conjunta "contra a intransigência do Governo nas negociações salariais", um ano após a realização da última paralisação conjunta, pelo mesmo motivo.
A greve nacional da Função Pública anunciada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, pela Frente Sindical da Administração Pública (FESAP) e pelo Sindicato dos quadros Técnicos do Estado (STE) vai realizar-se a 30 de Novembro em protesto contra a forma como correram as negociações salariais.

Os sindicatos queixam-se nomeadamente de a equipa negocial do Ministério das Finanças ter iniciado o processo com uma proposta de aumentos salariais de 2,1 por cento e de ter encerrado as negociações com o mesmo valor.

A última greve convocada pelas três estruturas sindicais realizou-se a 09 e 10 de Novembro de 2006 contra o aumento salarial de 1,5 por cento que o Governo decidiu aplicar, apesar de a inflação prevista nessa altura ser de 2,1 por cento.

A paralisação afectou sobretudo os sectores da saúde, educação e autarquias locais, nomeadamente a recolha de lixo.

A greve de há um ano teve também como objectivo contestar o aumento das contribuições para a ADSE, o prolongamento do congelamento das progressões nas carreiras, a lei da mobilidade e a revisão do sistema de vínculos, carreiras e remunerações.

Em 2006 as três estruturas sindicais fizeram outra greve conjunta a 6 de Julho contra o novo regime de mobilidade dos funcionários públicos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.