Sindicato pede 35 horas semanais para trabalhadores dos hospitais açorianos

Sindicato pede 35 horas semanais para trabalhadores dos hospitais açorianos

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Ago de 2018, 14:01

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos (SINTAP) pediu  esta terça-feira a reposição, a partir de setembro, das 35 horas semanais para trabalhadores do Serviço Regional de Saúde dos Açores com contrato individual.

Em reunião recente com o secretário regional da Saúde, lembrada em nota de imprensa, o SINTAP exigiu que os trabalhadores do Serviço Regional de Saúde com contrato individual de trabalho, e com funções correspondentes às desempenhadas por trabalhadores das carreiras gerais, possam usufruir de 35 horas de trabalho semanal e do direito à carreira, à semelhança dos contratados do continente e da Madeira.

A força sindical pede que a reposição das 35 horas semanais de trabalho seja feita já a partir de 01 de setembro e não em janeiro de 2019, como foi sugerido pelo executivo açoriano, uma proposta que dizem ser incompreensível, já que o sindicato tinha apresentado uma proposta de acordo “há cerca de um ano, de modo a que fosse aplicada também em 01 de julho de 2018.”

Em causa está, acredita o sindicato, uma situação de “discriminação” e “injustiça” de que são vítimas os trabalhadores dos hospitais públicos de Angra do Heroísmo, Horta e Ponta Delgada e, por isso, considera “urgente a consagração prática do princípio da igualdade de tratamento entre trabalhadores”.

O SINTAP diz-se disponível para a assinatura imediata do Acordo Coletivo de Trabalho e reclama, junto da secretaria regional da Saúde, que a assinatura do acordo seja feita “no mais curto espaço de tempo".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.