Sindicalistas dizem-se perseguidos nos Açores

Sindicalistas dizem-se perseguidos nos Açores

 

Ana Paula Fonseca   Regional   26 de Nov de 2013, 23:00

Sindicalistas dizem-se perseguidos nos Açores, é grande título de primeira página do Açoriano Oriental. O coordenador regional da CGTP-In/Açores denunciou que vários sindicalistas têm sido alvo de tentativas de intimidação e vários dirigentes têm processos disciplinares, sem razão aparente.

 A foto de destaque vai para as obras de recuperação da Sinagoga que vão custar 215 mil euros, a cargo da Câmara Municipal de Ponta Delgada e que deve arrancar com a empreitada em 2014, após candidatura aos novos fundos comunitários.

Outro foto destaca que jovens lançam empresa de jogos para telemóvel. São dois alunos da Secundária da Lagoa que lançaram aplicações para smartphones e tablets e criam empresa AppAzores.

Destino Açores deve vender emoções inesquecíveis é a defesa de especialista para explicar que a Região deve apostar num novo conceito de turismo. Call center da saúde arranca já a 30 de novembro e Câmaras Municipais são aconselhadas a aplicar lei das 40 horas, são outros títulos de capa.

O destaque do Desporto vai para o jogo do Santa Clara na Madeira

 

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.