Serviços da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão dos Açores disponíveis na internet

Serviços da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão dos Açores disponíveis na internet

 

Lusa/AO Online   Regional   12 de Out de 2018, 08:30

Alguns dos serviços prestados pela Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) dos Açores estão já disponíveis através de Skype ou Facebook, sete dias por semana, num horário alargado.

"Vamos a partir de agora disponibilizar através de plataformas digitais os serviços que estão disponíveis neste momento nas lojas ou que estavam disponíveis na linha verde", adiantou, em declarações aos jornalistas, o vice-presidente do Governo Regional dos Açores, Sérgio Ávila.

Segundo o governante, nos últimos anos tem aumentado a procura dos açorianos pela rede que dispõe atualmente de mais de 50 balcões nas nove ilhas dos Açores.

"A RIAC é um serviço que tem tido uma enorme adesão e um enorme sucesso. Posso dizer que no último ano a RIAC fez 752 mil atendimentos, ou seja, em média cada açoriano recorreu pelo menos três vezes à RIAC, o que representou um crescimento de 13% face ao ano anterior", salientou Sérgio Ávila.

Nesse sentido, o executivo açoriano decidiu permitir o acesso aos serviços prestados na RIAC através de novas plataformas, como o chat, o Skype e o Facebook.

"Nós entendemos que tendo em conta as novas tecnologias e as novas plataformas digitais e a mudança que ocorreu na forma de comunicação e de acesso à informação, a RIAC também se devia adaptar a estes novos tempos", explicou o vice-presidente do Governo Regional.

Já era possível aceder a alguns serviços através de uma linha telefónica, mas as novas tecnologias facilitarão o acesso pela internet, entre as 9 horas e as 22h30, de segunda a sábado, e entre as 10 horas e as 21h30, aos domingos.

"Acedendo ao portal da RIAC ou através da página do Facebook da RIAC, todos os açorianos passarão, a partir de agora, na sua casa e de forma cómoda a aceder a todos os serviços que a RIAC tem no âmbito do seu 'call center'", apontou Sérgio Ávila, destacando as facilidades destas novas plataformas para os imigrantes açorianos.

Por enquanto, continuam a existir alguns serviços que obrigam à presença física dos cidadãos, como a renovação do cartão de cidadão, mas segundo o vice-presidente do executivo açoriano no próximo ano deverá ser criada mais uma medida para tornar o processo mais célere.

"Vamos desenvolver um conjunto de quiosques interativos 'self-service', que serão colocados em sítios diferentes, fora das lojas, de forma a que os açorianos possam aceder aos serviços que obrigam à presença física, a uma fotografia digitalizada, sem ser com acesso às lojas", frisou.

A linha telefónica e as novas plataformas serão respondidas por uma equipa de 10 funcionários, que trabalha por turnos, mas o vice-presidente do executivo açoriano admitiu a possibilidade de "alargar os recursos humanos afetos a esta funcionalidade", se a procura por estes serviços aumentar.

Atualmente, a Rede Integrada de Apoio ao Cidadão dos Açores "presta 532 serviços diferenciados, de 65 entidades".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.