Agricultura

Serrano defende solidariedade europeia na PAC pós-2013

Serrano defende solidariedade europeia na PAC pós-2013

 

Lusa / AO online   Economia   3 de Mai de 2010, 15:32

O ministro da Agricultura defende que a "solidariedade europeia" se deve manter na Política Agrícola Comum (PAC) no período pós-2013, sublinhando que Portugal é favorável às ajudas à produção e à protecção dos agricultores.
António Serrano falou à Lusa após a primeira reunião do grupo de peritos constituído para apoiar o governo na discussão da Político Agrícola Comum, para o período pós -2013, e salientou que "a PAC não deve correr riscos de ser renacionalizada".

"Somos contra a tendência de alguns países que vai no sentido de cada Estado membro assumir uma co-responsabilização maior no financiamento da PAC. Se houver uma renacionalização, isso significa que cada Estado membro passa a suportar todos os custos da sua política agrícola, independentemente de ter condições mais desfavoráveis", justificou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.