Série de televisão sobre Portugal alcança 14 milhões de assinantes no Brasil

Série de televisão sobre Portugal alcança 14 milhões de assinantes no Brasil

 

AO Online/ Lusa   Nacional   23 de Jun de 2019, 11:42

O realizador luso-brasileiro Luís Plácido vai gravar os últimos dez programas de televisão sobre destinos turísticos em Portugal, encerrando a sua produção para um canal do Brasil com 14 milhões de assinantes, anunciou este sábado o próprio.

“A série de televisão independente, que começou a ser veiculada para todo o Brasil em 2016, chega ao fim com a gravação da terceira e última temporada”, disse Luiz Plácido à agência Lusa.

Intitulada “Destino Portugal”, a série “mostra Portugal de um jeito mais descontraído e informal e vai ao ar para todo o território brasileiro através do canal Travel Box Brasil”, adiantou, ao fazer “um balanço bem positivo” das anteriores emissões.

“O canal da empresa Box Brazil, transmitido pela internet e pelo sistema GVT da televisão brasileira, levou, a mais de 14 milhões de assinantes, Portugal, de norte a sul e de leste a oeste, sem esquecer as ilhas da Madeira e dos Açores”, referiu.

Quando terminar as gravações da última temporada, que deverão começar ainda neste fim de semana, se as condições atmosféricas permitirem, Luiz Plácido terá percorrido e filmado 132 localidades portuguesas, entre cidades, vilas e aldeias.

“As atrações são inúmeras: praias, festivais de verão, desportos radicais e de aventura, natureza, história, tradições e festejos típicos. É o melhor do país para todo o Brasil, o Portugal que nem os portugueses conhecem”, realçou o autor, natural de Santos, no Brasil, e com ligações familiares à Serra da Lousã e ao concelho de Celorico da Beira.

O canal Travel Box Brasil deve começar a emitir a nova série em janeiro de 2020, cabendo ao realizador entregar a nova produção até outubro.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.