Selecionador considera particulares com a Irlanda importantes

Selecionador considera particulares com a Irlanda importantes

 

Lusa/AO online   Futebol   17 de Jan de 2018, 14:27

O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, considerou esta, quarta-feira, que os dois particulares frente à República da Irlanda, nos Açores, "são muito importantes" na preparação para as qualificações para Europeu e Mundial de futebol.

"São muito importantes, frente a um adversário bastante competitivo que também está na luta, que acabou de fazer bons resultados agora também na sua qualificação. Empataram com o campeão da Europa [Holanda] e para nós são importantes também para perceber o estado atual das jogadoras e prepararmos aquilo que aí vem, que vai ser um semestre de muita dificuldade", disse hoje em conferência de imprensa no Campo do Lajedo, em Ponta Delgada.

Francisco Neto falava aos jornalistas após o segundo treino da equipa em território açoriano, destacando a importância de aproveitar o tempo com as jogadoras para "consolidar processos, articular o modelo de jogo e passar ideias".

"A base das jogadoras que aqui está é aquela que tem vindo a trabalhar connosco e estes jogos servem para percebermos de que forma está assimilado o nosso modelo de jogo e prepará-lo também da melhor forma para aquilo que aí vem, principalmente focarmo-nos também naquilo que será depois também os jogos da Bélgica em abril", lembrou, referindo-se aos jogos de qualificação para o Mundial.

O selecionador português assegurou que todas as jogadoras são opções viáveis mesmo com a estreia de Francisca Cardoso, do Sporting de Braga, na convocatória da seleção, adiantando que todas as atletas "estão a responder bem, estão num bom momento".

"Nós olhamos para elas, independentemente de ser a primeira vez que cá estão ou a centésima. Para nós são iguais, elas têm é que assimilar os nossos processos, cumprir com aquilo que nós temos determinado, mas se conseguirmos que toda a gente jogue para nós ainda melhor", ressalvou.

Francisco Neto lembrou que esta "será mais uma jornada” para mostrar aquilo que é o futebol feminino português, considerando que a realização de jogos em vários locais contribui para "a promoção da modalidade", que tem pouca expressão nos Açores.

"Tenho a certeza que há o gosto pelo futebol feminino nos Açores. Agora acreditamos é que também iremos mostrar aos Açores que no futebol feminino se joga bem e assim que houve esta oportunidade de virmos aos Açores foi grande vontade e grande prazer", disse.

Na ocasião, Dolores Silva, a subcapitã da seleção portuguesa de futebol, destacou também a importância dos dois jogos frente à República da Irlanda para preparar o Mundial da modalidade.

"Estes dois jogos vão ser bastante importantes na nossa fase de preparação para a nossa caminhada rumo ao Mundial, infelizmente não começamos da melhor forma, mas o futebol é mesmo assim, agora há que continuar a trabalhar e nada melhor do que fazer estes jogos de preparação para nos testar ainda mais, para melhorarmos, afinar coisas que temos que afinar para quando chegar o jogo contra a Bélgica possamos estar ao nosso mais alto nível", afirmou.

Portugal joga com a República da Irlanda, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, esta quinta-feira pelas 18:00 locais (19:00 em Lisboa) e no próximo domingo pelas 16:00.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.