Cultura

Seguro espera que distinção do fado inspire portugueses

Seguro espera que distinção do fado inspire portugueses

 

Lusa/AO online   Nacional   27 de Nov de 2011, 16:36

O líder do PS, António José Seguro, congratulou-se hoje com a designação do fado como Património Cultural Imaterial da Humanidade e afirmou esperar que a distinção inspire os portugueses “nestes momentos difíceis”.

Na sua página no Facebook, Seguro escreveu que o fado “está de parabéns” e acrescentou que “merece o reconhecimento”.  Para o líder socialista, o fado merece reconhecimento e é “uma síntese da mundividência portuguesa”. E "é uma homenagem à diversidade cultural. Na diversidade afirmámos a nossa universalidade. Que nos inspire nestes tempos difíceis”, lê-se na mensagem que colocou na sua página do Facebook. Depois, António José Seguro dá os parabéns “a todos quantos tornaram possível este êxito”, a começar pelos fadistas e músicos, mas também a Rui Vieira Nery, comissário da candidatura, e ao presidente da Câmara de Lisboa, António Costa,  A decisão de integrar o fado na lista representativa de Património Imaterial da Humanidade foi tomada hoje durante o VI Comité Intergovernamental da Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que decorreu em Nusa Dua, na ilha indonésia de Bali. A candidatura portuguesa foi considerada como exemplar pelos peritos da UNESCO, tal como o Paraguai e Espanha.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.