Segurança reforçada em Banguecoque depois de ataques à granada


 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Set de 2010, 12:35

As autoridades tailandesas reforçaram esta sexta-feira a vigilância em mais de 100 locais da capital depois de uma série de ataques à granada perpetrados apesar da vigência do estado de emergência em Banguecoque.
Palácios reais, edifícios governamentais, centrais eléctricas e transportes públicos estão entre os locais com segurança reforçada por ordem do organismo encarregado de gerir a crise (Cres) criado na primavera.

Milhares de polícias, militares e responsáveis da cidade vão patrulhar a capital a partir de hoje à noite.

“O Governo vai mobilizar milhares de membros das forças armadas e da polícia, em uniforme e à civil”, segundo um porta-voz do Cres, Piya Uthayo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.