Segunda edição do Orçamento Participativo dos Açores com mais áreas temáticas e reforço de verba

Segunda edição do Orçamento Participativo dos Açores com mais áreas temáticas e reforço de verba

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   22 de Fev de 2019, 12:10

O Vice-Presidente do Governo anunciou, esta sexta-feira, em Angra do Heroísmo, o início do Orçamento Participativo dos Açores - OP Açores 2019, destacando que a edição deste ano vai ter mais áreas temáticas para apresentação de ideias de investimento pelos cidadãos, um reforço de verba para executar os projetos mais votados e ainda a possibilidade de serem apresentadas propostas de âmbito regional.

“Em 2019, o OP Açores dispõe de um milhão de euros, o que corresponde a um aumento superior a 66%, comparativamente à primeira edição”, salientou Sérgio Ávila relativamente às novidades introduzidas, considerando o sucesso da medida, que “superou todas as expetativas”.


Outra novidade revelada por Sérgio Ávila é o alargamento das áreas de governação abertas à participação dos cidadãos, sendo cinco este ano as áreas temáticas do OP Açores, designadamente Ambiente, Cultura, Inclusão Social, Juventude e Turismo, adianta nota do executivo.


Nesse sentido, o governante referiu, citado na mesma nota, que estão em causa “investimentos públicos a executar em, pelo menos, duas ilhas, de forma equitativa, até um valor máximo de 200 mil euros”, pelo que “os açorianos terão direito, em 2019, a dois votos: um voto para o âmbito ‘ilha’ e um voto para o âmbito ‘regional’”.


“Este ano, pretendemos que ainda mais açorianos conheçam e participem no Orçamento Participativo da Região”, afirmou Sérgio Ávila na apresentação da segunda edição do OP Açores.


Para esse efeito, o vice-presidente adiantou que, se em 2018 a equipa do OP Açores foi a todas as ilhas e esteve em, pelo menos, dois concelhos em cada ilha, este ano vai aos 19 concelhos da Região durante a fase dos encontros participativos.


“Vamos promover dois encontros participativos em cada dia, um diurno, destinado aos jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos, e outro, em horário pós-laboral, para os açorianos maiores de idade”, o que significa “um total de 38 encontros participativos [até 30 de abril], mais 11 do que na primeira edição”, sublinhou.


O calendário dos encontros participativos, em que podem ser apresentadas e debatidas as antepropostas, está disponível a partir de hoje no sítio do OP Açores na Internet, no endereço eletrónico https://op.azores.gov.pt/, e nas redes sociais.



Os primeiros dois encontros terão lugar segunda-feira, 25 de fevereiro, no Corvo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.