Secretário-geral encontra-se hoje em Lisboa com PR, PM, ministros da Defesa e Negócios Estrangeiros

 Secretário-geral encontra-se hoje em Lisboa com PR, PM, ministros da Defesa e Negócios Estrangeiros

 

Lusa/Aonline   Nacional   8 de Set de 2011, 08:39

 O secretário-geral da NATO desloca-se hoje a Lisboa, e terá encontros com o primeiro-ministro, o Presidente da República e os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa.

O primeiro encontro de Anders Fogh Rasmussen nesta visita a Lisboa será com o Presidente da República, Cavaco Silva, seguindo-se um encontro com o ministro dos Negócios Estrangeiros e um almoço de trabalho com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na residência oficial, em São Bento, onde estarão também presentes Paulo Portas e o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco.

À tarde, o secretário-geral da NATO encontra-se no Parlamento com a Presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e com os membros das Comissões parlamentares de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas e Defesa Nacional.

Rasmussen termina a deslocação a Lisboa com uma reunião com o ministro da Defesa, no Forte de São Julião da Barra, em Oeiras.

Nas reuniões com os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa Nacional deverão estar em cima da mesa temas como a situação na Líbia, as mudanças no Comando de Oeiras e a vinda da STRIKEFORNATO para Portugal e a reconfiguração da participação portuguesa nas missões da NATO.

No sábado, o Diário de Notícias noticiou que o contingente militar português no Afeganistão vai perder duas equipas de formadores já na próxima rotação, em outubro. Segundo o jornal, a “redução de uma a duas dezenas de efetivos, num total que agora é de 228, decorre da impossibilidade de estes cumprirem o seu papel de formadores na área logística devido à impreparação dos formandos afegãos para aquele nível de conhecimentos” e da “impossibilidade da NATO em lhes atribuir outras responsabilidades a curto prazo”.

Por outro lado, no próximo ano Portugal iniciará a participação na missão da NATO de policiamento aéreo da Islândia, com caças F-16 da Força Aérea Portuguesa.

Na semana passada foi também conhecida a nomeação do contra-almirante Frank Pandolfe pelo Pentágono para o comando da sexta esquadra da Marinha norte-americana – que também comanda a STRIKEFORNATO, que ficará sediada em Portugal e substituirá o Comando de Oeiras, de acordo com a mais recente reforma da estrutura militar da Aliança Atlântica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.