Sara Tavares, Capicua e Mariza atuam no dia 18 em Paris em espetáculo gratuito

Sara Tavares, Capicua e Mariza atuam no dia 18 em Paris em espetáculo gratuito

 

Lusa/AO Online   Nacional   9 de Jul de 2018, 16:48

As cantoras portuguesas Sara Tavares, Capicua e Mariza atuam a 18 de julho em Paris, num espetáculo gratuito, no âmbito do festival Paris L’Éte, que decorre na capital francesa entre 16 de julho e 04 de agosto.

No “grande concerto gratuito” Paris-Lisbonne, que irá decorrer na Place de l’Hôtel de Ville, no 4.º bairro de Paris, irão também atuar a jovem cantora francesa Hoshi e o grupo Paris Combo, de acordo com a organização em comunicado.

O espetáculo servirá para assinalar 20 anos do Pacto de Amizade e Cooperação entre Lisboa e Paris, “fruto de um longo relacionamento alimentado tanto pela História como pela efervescência criativa do presente”.

Além da música, a iniciativa inclui projeção de filmes – “Lisbonne Joyeuse”, de Miguel Munha, e “Paris Joyeuse”, de Cyril Teste - num ecrã gigante e uma zona de restauração – “com especialidades nas cores do sul e pastéis de nata”.

Também no âmbito dos 20 anos do Pacto de Amizade e Cooperação entre Lisboa e Paris, o Théatre de la Ville organiza no sábado à noite a iniciativa ‘Paris-Lisbonne Stories’, no Espace Cardin.

De acordo com a organização da iniciativa, num comunicado hoje divulgado, trata-se de “uma noite festiva com muitas facetas e maneiras de participar, com o Espace Cardin, em Paris, com uma ligação em vídeo em tempo real ao Teatro São Luiz, em Lisboa”.

“Um fluxo de vídeo bidirecional para inaugurar uma nova rede e apagar os 1.689 quilómetros que separam os dois teatros, mergulhar o espetáculo na era digital e criar oportunidades de partilha”, refere a organização, acrescentando que será também “a primeira viagem oficial de Abd Al Malik enquanto artista embaixador da temporada dos 50 anos do Théatre de la Ville”.

A temporada de comemoração do 50.º aniversário daquele teatro será “de multiplicação de festividades coletivas para celebrar a fantástica epopeia do teatro, mas também os 70 anos da criação de ‘L’État de Siège’ [Estado de Sítio, em português, peça escrita por Albert Camus] em 1948 e os 20 anos do Pacto de Amizade Paris-Lisboa”.

A noite de sábado no Théatre de la Ville inclui a leitura, por Abd Al Malik e Emmanuel Demarcy-Mota (diretor do Théatre de la Ville) e convidados, de textos de Albert Camus, em francês e em português, e um ‘DJ Set’ franco-português com Filipa França Barros.

A peça “Estado de Sítio”, com encenação de Emmanuel Demarcy-Motta, será apresentada no Teatro São Luiz, em Lisboa, no sábado e no domingo, no âmbito do 35.º Festival de Almada.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.