Rússia não permitirá vistoria dos seus navios no âmbito das sanções da UE contra a Síria

Rússia não permitirá vistoria dos seus navios no âmbito das sanções da UE contra a Síria

 

Lusa / AO online   Internacional   28 de Jul de 2012, 12:25

A Rússia não irá autorizar a vistoria dos navios com pavilhão russo em cumprimento das sanções da União Europeia (EU) contra a Síria, declarou hoje Alexandre Lukachevitch, porta-voz da diplomacia russa.

 

"Não tencionamos participar sob qualquer forma no cumprimento das resoluções da UE aprovadas contra a Síria, nomeadamente não iremos analisar apelos e permitir vistorias de navios que navegam com pavilhão russo, bem como não aceitamos o emprego de medidas restritivas em relação aos sírios", considerou o diplomata russo.

No dia 23 de julho, a União Europeia aprovou o 17.º pacote de sanções contra o regime de Bashar Assad, que têm merecido fortes críticas de Moscovo.

A Rússia considera também que a realização das sanções viola a soberania deste país e as prerrogativas do Conselho de Segurança da ONU na manutenção da paz mundial.

"Consideramos a sua realização como ações que violam a soberania dos Estados, o princípio da não ingerência nos assuntos internos, bem como as prerrogativas do Conselho de Segurança da ONU no campo da manutenção da paz e segurança internacional", conclui Lukachevitch.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.