Revista de Imprensa dos Açores

Revista de Imprensa dos Açores

 

LUSA/AOnline   Regional   1 de Set de 2012, 10:24

A Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores, que está reunida em Ponta Delgada, é um tema em comum nas capas de hoje das edições dos matutinos Açoriano Oriental e Correio dos Açores.

O Açoriano Oriental destaca uma foto dos 33 participantes do encontro,
organizado pela Direção Regional das Comunidades, com o presidente do Governo
Regional dos Açores, Carlos César, no Palácio de Santana e titula: "Casas dos
Açores querem atrair jovens".

Também com destaque fotográfico do local onde decorrem os trabalhos da
Assembleia das Casas dos Açores, o Correio opta pelo título "é difícil ativar
novas gerações".

Aquele diário destaca ainda uma foto de uma plantação de canábis para
noticiar a apreensão pela PSP de "treze árvores de canábis na Maia, na ilha de
S. Miguel, e na Terceira".

"Até dezembro são esperados nos Açores mais 48 cruzeiros", adianta ainda o
Correio, que destaca também "açorianas têm de pagar para doar o sangue do cordão
umbilical", já que "tem que pagar o transporte de avião do kit de recolha para o
continente".

"Guerra partidária para colher louros", é outro dos títulos em destaque na
capa do Correio, a propósito da antecipação do pagamento de subsídios aos
agricultores, enquanto o principal tema de abertura do Açoriano refere-se à
detenção de dois homens "suspeitos de vários furtos de dinheiro e tabaco em
Ponta Delgada, Ribeira Grande e Vila Franca", S. Miguel.

"Região atribui trinta bolsas de estudo de formação profissional" e "Unileite
sobe preço ao produtor em 2,5 cêntimos", são outros títulos da edição de hoje do
Açoriano.

Quanto ao Diário dos Açores, titula, em manchete, "pedidos de emprego baixam
(na região) pelo 3.º mês consecutivo, mas sem efeito no longo prazo".

O mesmo jornal notícia que entra hoje em vigor a lei da desfibrilhação em
situações de emergência em espaços públicos e adianta também que os portos dos
Açores terão 48 escalas de navios de cruzeiro até final do ano.

Com o título "deplorável", o Diário Insular, na Terceira, alerta que o piso
da Via Viorino Nemésio "está mau e estão a ser aplicados remendos de grande
dimensão naquela via".

O matutino diz ainda que a lista com 1.500 nomes de supostos maçons do Grande
Oriente Lusitano, divulgada a nível nacional, "inclui seis nomes terceirenses,
ligados à loja Vitorino Nemésio. São personalidades de várias áreas, incluindo o
atual diretor regional da Cultura, Jorge Paulus Bruno".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.