Política

Reforma da Saúde nos EUA terá de ser votada de novo


 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Mar de 2010, 14:02

A lei sobre a reforma do sistema de saúde nos Estados Unidos terá de ser votada de novo pela Câmara dos Representantes devido a uma irregularidade processual, anunciou o porta-voz do chefe da maioria democrata no Senado.
"Depois de horas a tentar bloquear" o texto, os republicanos "encontraram duas disposições relativamente menores que violam os procedimentos do Senado, o que significa que teremos de o enviar de novo à Câmara", disse Jim Manley.

As duas disposições, relacionadas com empréstimos a estudantes, terão de ser removidas do texto, obrigando a uma nova votação da lei, que já tinha sido assinada pelo Presidente norte-americano, Barack Obama.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.