Reforma antecipada para 86 agricultores

Reforma antecipada para 86 agricultores

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Jan de 2013, 14:13

Perto de 90 agricultores dos Açores deixaram de exercer em 2012 a atividade agrícola e transferiram as suas explorações para lavradores mais jovens, no quadro do programa de apoio à reforma antecipada que tem permitido o rejuvenescimento das explorações.

O presidente do conselho de administração do Instituto Regional de Ordenamento Agrário (IROA), José Mendes, adiantou que "foram aprovados, em 2012, um total de 86 projetos no âmbito da medida Reforma Antecipada do Prorural [Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma dos Açores]", instrumento de apoio que está em vigor desde 2007.

 

Os projetos aprovados pela Secretaria Regional dos Recursos Naturais, através do IROA, representam um investimento de 6.300.000 euros, libertando uma área de 1.075 hectares para as novas explorações.

 

De acordo com os dados da tutela, do total de 86 projetos aprovados no ano passado no âmbito da medida Reforma Antecipada, dois dizem respeito à ilha de Santa Maria, 10 a São Miguel, 36 à Terceira, um à Graciosa, 14 a São Jorge, 14 ao Pico, quatro ao Faial e cinco às Flores.

 

No âmbito deste regime de incentivos, dirigido a agricultores entre os 55 e os 64 anos que pretendam cessar a atividade e transferir as suas explorações para agricultores mais jovens, foram já aprovadas 153 candidaturas nos Açores, num montante de investimento de 10.850.000 euros e envolvendo uma área libertada de 2.200 hectares, segundo dados da secretaria regional.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.