Economia

"Razões de mercado, não de qualidade" ditam entraves à entrada do queijo nos EUA

"Razões de mercado, não de qualidade" ditam entraves à entrada do queijo nos EUA

 

Lusa / AO online   Regional   12 de Abr de 2010, 11:37

Os EUA têm colocado entraves à entrada de queijo açoriano "não por razões de qualidade, mas de mercado", revelou esta segunda-feira à Lusa Cristina Vasques, do Gabinete de Planeamento do Ministério da Agricultura.
"Recentemente tive de escrever sobre o facto de os norte-americanos estarem a tentar embargar a importação de queijo açoriano invocando questões qualitativas mas, na verdade, chegou-se à conclusão que a razão era de mercado", afirmou Cristina Vasques, que falava à margem das III Jornadas Agrícolas da Praia da Vitória, na Terceira.

Segundo esta técnica, as autoridades portuguesas concluíram que os norte-americanos "não queriam era competição de produtos exteriores havendo dificuldade em escoar os seus próprios produtos".

"A embaixada portuguesa (em Washington) colocou o problema ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e este ao da Agricultura e o que fizemos foi exigir a manutenção da quota de exportação que está definida para os EUA e eles acataram", frisou, acrescentando que "as questões de mercado lidam muitas vezes com certos cinismos".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.