PSDquestiona Governo sobre uso de pesticidas nos Açores


 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   2 de Out de 2007, 20:00

O PSD/Açores questionou o governo regional sobre a quantidade de pesticidas comercializados por ano na Região e como está repartida a quantidade por classes toxicológicas.
    Em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, o deputado social-democrata António Ventura defendeu que é necessário avaliar que medidas estão previstas para incentivar agriculturas com uma menor dependência dos pesticida.
“Apesar das vantagens, a utilização dos pesticidas pode constituir um grande risco para a saúde pública e acumulação de fitofarmacêuticos no Homem tem implicado um consequente aumento de doenças cardiovasculares, relacionadas com a infertilidade, digestivas, sanguíneas ou mesmo cancerígenas”, enfatizou.
O parlamentar social democrata pretende também ver esclarecido pelo executivo se ao nível do consumidor foram efectuados controlos aos géneros alimentícios nos Açores e em que ilhas foram efectuados esses mesmos controlos.
Segundo o parlamentar, existe cerca de meia centena de pesticidas com efeitos cancerígenos, acentuando-se as suas lesões consoante a sensibilidade do grupo populacional, como crianças ou idosos.
Ventura defende, por isso, a necessidade de serem incentivadas “práticas agrícolas livres de pesticidas e motivar um conjunto de alternativas não químicas, orientando o uso de pesticidas com menor toxidade”.
Mas, dado que existem agriculturas onde a sua presença ainda é insubstituível, “é preciso implementar políticas de protecção das culturas e instalar um sistema transparente de acompanhamento para relatar e monitorizar ”, concluiu.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.