PSD critica encerramento Serviço de Atendimento Permanente da Horta


 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Dez de 2009, 14:23

O PSD/Açores alertou hoje para a "gravidade" da situação criada, no início de Dezembro, com o encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) do centro de Saúde da Horta, "devido à falta de médicos".

Num requerimento dirigido ao Governo regional, através do parlamento açoriano, os deputados social-democratas Costa Pereira e Luís Garcia salientam que o Executivo "nada fez" para evitar uma situação "previsível", uma vez que a maioria dos médicos afectos ao serviço "atingiu o limite de idade" e "outros passaram a assegurar outros serviços".

"O SAP funcionava no próprio Hospital e o seu encerramento representa um passo atrás na qualidade do serviços de saúde prestados à população do Faial", afirmou o deputado Luís Garcia à agência Lusa.

O parlamentar referiu que a sua proximidade ao Hospital "era uma mais valia no atendimento e desobstruía a urgência, para onde passaram a dirigir-se os utentes", com o encerramento do SAP.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.