Calor

Proteção Civil alerta para riscos das elevadas temperaturas

Proteção Civil alerta para riscos das elevadas temperaturas

 

Lusa/AO Online   Regional   1 de Ago de 2018, 17:31

A Associação Portuguesa de Técnicos de Segurança e Proteção Civil (Asprocivil) alerta os portugueses para os riscos do tempo seco e muito quente que, nos próximos dias, são considerados elevado e extremo.

Em comunicado, a associação recomenda que as pessoas evitem o sol entre as 11 horas e as 17 horas, que procurem locais frescos e arejados, bebam muito água, usem roupa fresca, chapéu e protetor solar com fator igual ou superior a 30.

Nos grupos mais vulneráveis, como crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, pessoas isoladas e em carência económica e social, os cuidados devem ser redobrados, nomeadamente uma correta hidratação, evitar exposição solar e não ingerir bebidas alcoólicas ou muito açucaradas.

As grávidas devem moderar a atividade física, evitar a exposição direta ou indireta ao sol e garantir ingestão frequente de líquidos e as crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar.

Os doentes crónicos ou sujeitos a dieta com restrição de líquidos devem seguir as recomendações do médico assistente ou em caso de duvida, ligarem para a linha da Saúde 24: 808 24 24 24.

Os avisos vermelhos por causa do calor vão estender-se até ao início do dia de sábado em nove distritos do país, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, a temperatura vai subir de forma acentuada em Portugal continental a partir de hoje, mantendo-se muito elevada até ao fim de semana, com os avisos laranja a passarem a vermelhos (o nível mais grave) a partir de quinta-feira e até às 05:59 de sábado.

Os distritos abrangidos pelo aviso vermelho por causa da persistência de valores elevados da temperatura máxima são Bragança, Évora, Guarda, Vila Real, Santarém, Beja, Castelo Branco, Portalegre e Guarda.

O IPMA adverte que as temperaturas máximas vão estar "muito acima dos valores normais para a época" e podem atingir "máximos absolutos em vários locais", com máximas a rondarem os 45ºC e as mínimas a aproximarem-se dos 30ºC.

Com exceção da costa sul do Algarve, onde as temperaturas vão estar entre os 30 e os 35ºC, no interior do Alentejo, Vale do Douro e do Tejo e Beira Baixa a máxima deverá atingir valores da ordem dos 45°C, "podendo ser alcançados máximos absolutos em vários locais".

O sul do território continental poderá ser afetado a partir desta quarta-feira por poeiras em suspensão provenientes do norte de África.

Face ao intenso calor, a Direção-Geral da Saúde também aconselha as pessoas a permanecerem em ambientes frescos, a manterem as casas frescas e a beberem muita água, evitando a ingestão de álcool.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.