Produção da sala de pequena cirurgia do Hospital de Ponta Delgada aumentou 30%

Produção da sala de pequena cirurgia do Hospital de Ponta Delgada aumentou 30%

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   6 de Set de 2018, 14:50

O Secretário Regional da Saúde disse esta quinta-feira que a produção em pequena cirurgia no Hospital do Divino Espírito Santo aumentou 15% em 2017 e, no decorrer deste ano, 30%.

“A centralização das pequenas cirurgias no Hospital do Divino Espírito Santo é uma medida que já foi tomada há vários anos, decorre desde 2012, e aquilo que temos vindo a verificar é que tem havido uma produção cada vez maior ao nível das pequenas cirurgias”, referiu Rui Luís, citada em nota do Gacs.


Nesse sentido, o titular da pasta da Saúde, que foi ouvido na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa, no âmbito de uma iniciativa do PSD que propõe a abertura das salas de pequena cirurgia nos centros de saúde de Ponta Delgada e da Ribeira Grande, avançou que os "dados d «a produção em pequena cirurgia no Hospital do Divino Espírito Santo aumentaram 15% em 2017 e, no decorrer deste ano, 30%.


Rui Luís, questionado sobre o aumento do tempo de espera em pequena cirurgia, salientou que “a lista tem vindo a aumentar, mas aumenta porque há uma maior acessibilidade, ou seja, estão a ser feitas mais consultas de especialidade que denotam a necessidade de se fazerem pequenas cirurgias”.



O Secretário Regional afirmou que as salas dos centros de saúde da Ribeira Grande e de Ponta Delgada não têm o número de médicos, nem de enfermeiros suficiente com formação específica.



“Teria que haver um investimento significativo para tornar estas salas aptas, com os níveis de higiene e segurança necessários para haver essas pequenas cirurgias. É uma questão que foi ultrapassada em 2014, com a abertura de uma sala para pequenas cirurgias no Hospital do Divino Espírito Santo”, acrescentou.



Rui Luís defendeu a necessidade de se continuar a apostar na eficiência ao nível da produção, qualidade e reforço de recursos humanos no Serviço Regional de Saúde, adiantando, por exemplo, que, no ano passado, no Hospital de Ponta Delgada, foram contratados 28 enfermeiros e este ano foram contratados mais 26.




   


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.