Açoriano Oriental
Primeiro caso curado de Covid-19 nos Açores vai manter-se em quarentena

Uma mulher de 29 anos, residente no concelho de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, é o primeiro caso recuperado no arquipélago. Terá alta e cumprirá 14 dias em casa, acompanhada pelas autoridades de saúde.

Primeiro caso curado de Covid-19 nos Açores vai manter-se em quarentena

Autor: Nuno Martins Neves

Ao fim de 20 depois do primeiro caso positivo nos Açores, a região regista o primeiro doente recuperado de Covid-19. Trata-se da procuradora do Ministério Público do DIAP de Angra do Heroísmo que foi o primeiro caso positivo de infeção por Covid-19 nos Açores. De recordar que a magistrada tinha tido uma passagem recente por Amesterdão, na Holanda, e Felgueiras, em Portugal continental.

A cidadã irá agora ter alta, anunciou a Autoridade Regional de Saúde, Tiago Lopes, tendo acompanhamento domiciliário nos próximos 14 dias. "Seguimos as indicações da Organização Mundial de Saúde, para assegurar que está tudo bem", acrescentou.

O registo do primeiro caso recuperado surge no mesmo dia em que não foram encontrados novos casos de contágio por Covid-19, o que deixou Tiago Lopes mais animado, mas sem ilusões.

"É satisfatório mas como já tive oportunidade de referir, não podemos iludir com estes resultados. Estamos a apurar as cadeias de transmissão na ilha de São Miguel, a aprofundar o número de contactos próximos de forma a encontrar outros possíveis infetados. Não quero ter ânimo a mais", assinalou.

Até às 00:00 de hoje, foram registados 65 casos positivos de Covid-19, menos um que ontem. Destes 65, 13 estão internados, sendo que cinco estão nas unidades de cuidados intensivos. São Miguel é a ilha com mais casos, com quase metade dos infetados (31 casos), dos quais 19 concentram-se no concelho de Ponta Delgada. 


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.