Açoriano Oriental
Prémio Mo Ibrahim à boa governação sem vencedor este ano
O prémio Mo Ibrahim, que distingue ex-chefes de Estado ou de Governo africanos por terem promovido uma boa governação com 3,34 milhões de euros, não foi entregue este ano, apesar de ter encontrado “candidatos credíveis”.

Foto:
Autor: Lusa / AO online
“Todavia, depois de uma análise profunda, o Comité do Prémio não seleccionou um vencedor”, anunciou hoje, em Londres, Ketumile Masire ex-Presidente do Botsuana e um dos administradores da Fundação Mo Ibrahim, que promove o prémio.

Os membros do comité, presidido pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e que tem entre os seus membros Graça Machel, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC), a ex-Presidente da República da Irlanda Mary Robinson, não desvendaram os nomes dos candidatos nem enumeraram as razões da desclassificação.

Em conferência de imprensa, o empresário Mo Ibrahim, criador da fundação em seu nome, explicou que o comité tem o direito de não escolher um vencedor, mas vincou que quaisquer candidatos podem ser considerados durante três anos após o fim do exercício de funções.
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.