Prémio Mo Ibrahim à boa governação sem vencedor este ano


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Out de 2009, 16:02

O prémio Mo Ibrahim, que distingue ex-chefes de Estado ou de Governo africanos por terem promovido uma boa governação com 3,34 milhões de euros, não foi entregue este ano, apesar de ter encontrado “candidatos credíveis”.
“Todavia, depois de uma análise profunda, o Comité do Prémio não seleccionou um vencedor”, anunciou hoje, em Londres, Ketumile Masire ex-Presidente do Botsuana e um dos administradores da Fundação Mo Ibrahim, que promove o prémio.

Os membros do comité, presidido pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e que tem entre os seus membros Graça Machel, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC), a ex-Presidente da República da Irlanda Mary Robinson, não desvendaram os nomes dos candidatos nem enumeraram as razões da desclassificação.

Em conferência de imprensa, o empresário Mo Ibrahim, criador da fundação em seu nome, explicou que o comité tem o direito de não escolher um vencedor, mas vincou que quaisquer candidatos podem ser considerados durante três anos após o fim do exercício de funções.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.