PPM pede ao parlamento açoriano mais ligações aéreas para a ilha do Corvo

PPM pede ao parlamento açoriano mais ligações aéreas para a ilha do Corvo

 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Out de 2018, 06:08

O deputado do PPM na Assembleia Legislativa dos Açores, Paulo Estêvão, apresentou no parlamento açoriano um projeto de resolução que pede o aumento das ligações aéreas da ilha do Corvo com o exterior.

O único deputado do PPM no parlamento açoriano considera insuficientes as ligações aéreas para a ilha do Corvo e propõe que “o Governo Regional dê instruções à SATA AIR Açores, no sentido de a mesma manter, ao longo do mês de outubro, no que diz respeito às ligações aéreas da ilha do Corvo com o exterior, as condições vigentes no verão”.

Paulo Estêvão propõe ainda que a SATA AIR Açores disponibilize “um voo ao fim de semana entre a ilha do Corvo e o exterior”.

Em comunicado, o parlamentar eleito pelo Corvo salienta que “atualmente todas as ilhas dos Açores, com exceção da ilha do Corvo, possuem, pelo menos, um voo diário para o exterior ao longo de todo o ano”, explicando que “a ilha do Corvo apenas possui, durante grande parte do ano, ligações aéreas com o exterior três vezes por semana – às segundas, quartas e sextas-feiras –, com exceção do Verão, durante o qual se realizam ligações aéreas durante cinco dos sete dias da semana”.

O representante do PPM explica que o mês de outubro é “uma das épocas em que a ilha é mais visitada” devido à “observação de aves, uma atividade em franco crescimento nos Açores, no âmbito da qual a ilha do Corvo possui um grande potencial devido à sua localização, pequena dimensão e à baixa densidade da sua cobertura florestal”, razão pela qual pede que se realizem ligações aéreas à ilha cinco dias por semana durante esse período.

“O aumento dos fluxos turísticos para a ilha e o incremento dos índices de mobilidade da população residente (que aumentou significativamente) tornam urgente a decisão de aumentar o número de ligações semanais entre a ilha do Corvo e o exterior”, considera Paulo Estêvão, acrescentando que a ausência de voos durante o fim de semana causa constrangimentos aos corvinos que desejam deslocar-se ao exterior "sem afetar a jornada laboral”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.