Incêndios

Portugueses e turistas estão a receber avisos da Proteção Civil

Portugueses e turistas estão a receber avisos da Proteção Civil

 

Lusa/Ao online   Nacional   4 de Ago de 2018, 12:22

Portugueses e turistas que estão este sábado em locais com risco extremo de incêndio estão a receber, desde as 09:00, avisos por SMS, tendo a Lusa constatado que algumas mensagens chegam com uma hora de diferença a destinatários do mesmo concelho.

Divulgada pelas operadoras nacionais das redes de telecomunicações, a partir das 09:00, a mensagem curta alerta para a situação de “risco extremo” de incêndio nos distritos em causa, disse à agência Lusa Jorge Dias, da Divisão de Comunicação e Sensibilização da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

“Recebe o SMS quem, nesse momento, se encontrar nos distritos abrangidos ou nas suas proximidades”, adiantou.

Jorge Dias frisou que se trata de “um aviso preventivo, para as pessoas estarem mais atentas e terem cuidados redobrados”.

Tal como é explicado na página da internet da ANPC, “quem, aquando da emissão do pedido de difusão do aviso, não se encontrar nos distritos abrangidos ou nas suas proximidades, não irá receber o SMS”.

“Estão incluídos no envio os clientes de operadores estrangeiros (cidadãos em 'roaming'), sendo para estes casos remetido um SMS em português e inglês”, segundo o organismo.

Os SMS não estão, no entanto, a ser recebidos ao mesmo tempo por todos os que estão no mesmo distrito, com algumas pessoas a receberem os avisos com uma hora de diferença.

Este sistema de aviso foi criado em outubro passado, por resolução do Conselho de Ministros, na sequência dos graves incêndios florestais do ano passado, como “uma rede automática de avisos à população em dias de elevado risco de incêndio”.

“O sistema resulta dos trabalhos que a ANPC vem desenvolvendo, conjuntamente com a Autoridade Nacional das Comunicações, os operadores de comunicações móveis e a secretaria geral da Administração Interna”, sob supervisão do secretário de Estado da Proteção Civil, adiantou.

A mensagem de aviso é emitida com o remetente “AvisoPROCIV” e inclui a referência a um número de atendimento da ANPC, “através do qual os cidadãos poderão esclarecer as suas dúvidas”, caso necessitem.

“O SMS não tem quaisquer custos para o utilizador e não requer qualquer adesão por parte do mesmo”, esclarece a ANMP.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.