Portugueses consideram combate à corrupção ineficaz


 

Lusa / AO online   Nacional   5 de Mar de 2010, 17:37

Perto de 84 por cento dos portugueses consideram ineficaz o combate à corrupção e acham que a Justiça é pouco severa para dirigentes desportivos, membros do Governo e deputados, indica um estudo apresentado hoje no Parlamento.
Segundo o estudo "Corrupção e os Portugueses. Atitudes, Práticas e Valores", apresentado hoje por Luís de Sousa, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, na Comissão Parlamentar de Acompanhamento do Fenómeno da Corrupção, "não existe uma estratégia nacional de combate à corrupção".

À falta de estratégia junta-se o facto de "o Governo tomar medidas avulsas e de curto alcance para combater" este crime.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.