Ponta Delgada debate mobilidade na tour das cidades inteligentes

Ponta Delgada debate mobilidade na tour das cidades inteligentes

 

Lusa/AO online   Regional   22 de Fev de 2018, 13:55

A Câmara de Ponta Delgada, Açores, que vai ser palco sexta-feira de um workshop dedicado à Mobilidade, quer concluir até final do mandato "uma central" com conteúdos e soluções urbanas para promover políticas das cidades inteligentes.

“Queremos ter concluído possivelmente até final deste mandato este objetivo, acrescentando conteúdos de uma forma coerente e estratégica com parcerias, de modo a desenvolvermos uma ideia de um centro de controlo de todas as soluções de inteligência urbana que temos instalado na cidade de Ponta Delgada”, afirmou o presidente da maior autarquia dos Açores, em declarações à agência Lusa.

A cidade recebe sexta-feira um workshop dedicado à mobilidade no âmbito do programa da “Smart Cities Tour 2018”, iniciativa da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

José Manuel Bolieiro salientou a importância da iniciativa na construção de políticas que promovam o conceito da inteligência urbana, numa reflexão nacional que tem percorrido o país, relevando o facto de Ponta Delgada ter sido também escolhida para este roteiro numa temática que muito diz respeito à cidade e à ultraperiferia, que tem a ver com a mobilidade inteligente.

“É um quadro de reflexão com especialistas nacionais e verdadeiros parceiros estratégicos na aplicação de conteúdos diversos para fazer um conjunto coerente sobre inteligência urbana”, sublinhou o autarca.

José Manuel Bolieiro explicou que Ponta Delgada quer construir "uma central de informação para o conceito de "smart citie" que permita a racionalização dos meios disponíveis e o acesso a toda a informação com interesse no quotidiano”, seja na área da mobilidade, estacionamento, informação sobre circulação, na área do transporte coletivo de passageiros e ainda na proteção civil.

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada explicou que "já há muito trabalho feito” na área da mobilidade, na comunicação e no ambiente para tornar a cidade mais inteligente, mas reconheceu não ser ainda o suficiente para um verdadeiro conceito fechado de smart citie.

Entre os conteúdos já construídos sinalizou a criação na cidade de zona de wi-fi gratuito, uma aplicação para os utentes da rede mini-bus que permite o acompanhamento via GPS da circulação daqueles autocarros, permitindo informação on-line e ao segundo quanto às passagens.

"Há no âmbito do parqueamento tarifado uma aplicação, aliás pioneira, em Portugal para que as pessoas possam controlar o pagamento do parque através de um telemóvel em vez de estarem a colocar moedas. Além disso, aplicámos, no âmbito de uma cooperação com a Universidade dos Açores, um estudo da mobilidade sustentável para Ponta Delgada e temos com a PT um conteúdo de apoio e controlo de situações de emergência de idosos isolados", acrescentou.

O presidente do município de Ponta Delgada notou que se trata de "um conjunto de benefícios para o decisor e para os utentes em cooperação coerente entre as instituições, na área da gestão de uma cidade e de uma comunidade", seja nos domínios da saúde, educação, transportes e proteção civil.

O workshop “Mobilidade” é uma iniciativa da Câmara Municipal de Ponta Delgada e da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), através da Secção de Municípios “Cidades Inteligentes”, em parceria com a NOVA Information Management School, da Universidade Nova de Lisboa.

Segundo a autarquia, os temas abordados passam por resiliência (Portalegre), cidade com plataforma (Albufeira), mobilidade (Ponta Delgada), sustentabilidade económica e financeira (Guimarães), turismo (Funchal), edificado (Seixal) e inovação (a definir).

A tour termina com a Cimeira dos Autarcas a 11 de abril, em Lisboa.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.