Plano de Emergência de Proteção Civil dos Açores encontra-se em consulta pública

Plano de Emergência de Proteção Civil dos Açores encontra-se em consulta pública

 

Lusa/AO online   Regional   31 de Mai de 2018, 12:57

O Plano Regional de Emergência de Proteção Civil dos Açores (PREPCA), para dotar a região de um instrumento de atuação em caso de acidente grave ou catástrofe, está disponível para consulta pública durante 30 dias, foi hoje anunciado.

A revisão deste plano, que data de 2007, decorreu durante um ano e após a consulta pública o documento será aprovado em Conselho de Governo.

Em nota enviada às redações, o executivo dos Açores explica que o documento pode ser consultado no Portal do Governo e no endereço eletrónico https://www.prociv.azores.gov.pt/.

“O PREPCA visa dotar a Região Autónoma dos Açores de um instrumento de atuação em caso de acidente grave ou catástrofe, possibilitando a unidade de direção das ações de proteção civil a desenvolver, a coordenação técnica e operacional dos meios a empenhar e a adequação das medidas de caráter excecional a adotar na iminência ou ocorrência de um acidente grave ou catástrofe”, sublinha.

No âmbito deste plano, "os agentes de proteção civil, organismos e entidades de apoio estão sujeitos a um conjunto de responsabilidades que visam criar as condições favoráveis ao rápido, eficiente e coordenado reforço no apoio e assistência, tanto na resposta imediata a um acidente grave ou catástrofe e recuperação a curto prazo, como na implementação de medidas que visam minimizar os efeitos de catástrofes iminentes", acrescenta.

O Governo açoriano indica ainda um conjunto de entidades que já se pronunciaram sobre o documento "tendo em conta a grande complexidade de recolha de dados científicos e dos conhecimentos técnicos e práticos de todos aqueles que têm responsabilidade na área da Proteção Civil".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.