Peseiro quer vencer FC Porto para alimentar hipótese do sexto lugar

Peseiro quer vencer FC Porto para alimentar hipótese do sexto lugar

 

Lusa/AO online   Futebol   11 de Mai de 2018, 14:14

O treinador do Vitória de Guimarães afirmou esta sexta-feira querer derrotar, no sábado, o novo campeão da I Liga portuguesa de futebol, o FC Porto, para chegar ainda ao sexto lugar, em jogo da 34.ª e última jornada.

Apesar de ter falhado o acesso à Liga Europa, a turma vitoriana, oitava classificada, com 43 pontos, venceu os últimos dois jogos, perante o Moreirense (1-0) e do Tondela (4-1), e acalenta a esperança de concluir a época na sexta posição - precisa de vencer os novos campeões nacionais e esperar que o Desportivo de Chaves, sexto, e o Marítimo, sétimo, ambos com 44 pontos, não ganhem.

"É melhor ser oitavo do que nono, sétimo do que oitavo, sexto do que sétimo. É ganhar o nosso jogo e esperar que os que estão a disputar essa posição percam pontos. Por isso, estamos motivados. Mostrámos no último jogo que queríamos mais. Amanhã [sábado], queremos mostrar mais uma vez", disse José Peseiro, na conferência de antevisão ao jogo de sábado, marcado para o Estádio D. Afonso Henriques.

O treinador considerou que o FC Porto, um campeão "merecido e justo", vai aparecer em Guimarães motivado para "igualar o recorde de pontos do Benfica" na I Liga - 88 pontos, em 2015/16 -, mas realçou que a sua equipa pode aproveitar este jogo "mais mediático" para concluir a época "com uma imagem mais real" da valia plantel.

"Queremos vencer, e, para isso, é preciso ser muito bom. Precisamos de fazer um grande jogo quer coletiva, quer individualmente, para deixar uma melhor imagem do que a que deixámos ao longo da época", afirmou.

José Peseiro lembrou, porém, que os vitorianos, no século XXI, apenas venceram por duas vezes para a I Liga nas receções aos ‘azuis e brancos' - 2-0, em 2001/02, e 1-0, em 2015/16 -, pelo que vai apresentar o "onze mais adequado e capaz" frente aos ‘dragões', sem poupanças.

O central Pedro Henrique está, porém, castigado, enquanto o médio Hurtado, autor de 11 golos no campeonato, e o extremo Raphinha, o melhor marcador da equipa, com 15, estão em dúvida.

"O que está na minha cabeça é apresentar o melhor ‘onze'. O Raphinha não treinou toda a semana. O Hurtado sentiu uma dorzinha no treino de hoje", avançou.

O treinador considerou ainda que o Vitória de Guimarães chegou à última ronda impedida de lutar pelo acesso à Liga Europa, devido aos erros de arbitragem, nomeadamente no duelo com o Feirense, da 31.ª jornada (derrota por 2-1).

Peseiro sublinhou ainda que a média de 1,55 pontos que atingiu até agora, em Guimarães, - 14 pontos e nove jogos - permitiria ao Vitória terminar o campeonato com 52 pontos e atingir a Liga Europa, caso se estendesse ao resto da temporada.

O técnico recusou, porém, esclarecer se o seu futuro vai passar por Guimarães, apesar de ter mais um ano de contrato.

"Na segunda-feira é olhar para o futuro e falar sobre ele. O único foco é ganhar ao Porto", disse.

O Vitória de Guimarães, oitavo classificado, com 43 pontos, recebe o líder da tabela e virtual campeão nacional FC Porto, com 85, em jogo agendado para as 16:00 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.