Brasil

Pequenas e médias empresas podem beneficiar da aproximação comercial com Portugal


 

Lusa/ AO   Nacional   29 de Out de 2007, 09:00

Portugal poderá ser o ponto de partida para a internacionalização de pequenas e médias empresas brasileiras no mercado europeu, dadas as relações entre os dois países, defendeu hoje o presidente da Câmara de Comércio Brasil-Portugal de Brasília.
Fernando Brites disse à Agência Lusa que as pequenas e médias empresas brasileiras precisam de apoio para iniciar o processo de internacionalização para o mercado europeu, tendo Portugal como ponto de partida.

    A possibilidade de apoio do governo brasileiro à internacionalização de pequenas e médias empresas (PME) para o mercado português será analisada durante a visita de uma missão empresarial brasileira a Portugal.

    A II Missão e Encontro de Negócios Brasil-Portugal 2007, com mais de 50 representantes de empresas e instituições brasileiras, decorrerá entre os dias 11 e 18 de Novembro, com visitas e rondas de negócios em Lisboa, Viana do Castelo e Porto.

    A Câmara de Comércio Brasil-Portugal de Brasília, criada no dia 09 de Outubro deste ano, levará nesta sua primeira missão Carlos Cristo, responsável pelo programa governamental de incentivo à inserção de PME do Ministério da Indústria e Comércio.

    "Ele (Carlos Cristo) tem todas as condições de regressar da missão com um conjunto de projectos de internacionalização de pequenas e médias empresas em Portugal", salientou Fernando Brites.

    Representantes da Universidade de Brasília (UNB), interessada em fechar acordos com micro-empresários portugueses, e do Sebrae, a entidade governamental brasileira de apoio às pequenas e médias empresas, integram igualmente a missão.

    A Câmara de Comércio Brasil-Portugal de Brasília, a 11ª entidade do género no país, tem como objectivo representar o Centro-Oeste, região que passou a contar desde Julho com uma ligação directa com Lisboa, através de seis voos semanais da TAP.

    O presidente da Assembleia-Geral da Câmara é o embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Seixas da Costa, a quem coube a iniciativa da organização da nova entidade.

    A nova Câmara Brasil-Portugal é formada por personalidades do mundo económico, académico e político de Brasília, como o antigo vice-presidente da República Marco Maciel, o senador Adelmir Santana e o deputado Paes Landim.

    "Procurámos formar uma directoria e um conselho que fossem o espelho dos sectores social e produtivo da capital brasileira", salientou Fernando Brites.

    Os participantes da missão empresarial representam 15 estados brasileiros e Brasília, com actuação em diversos sectores da economia, como biotecnologia, comunicação, imobiliário, comércio, jóias, metalúrgico, mecânico e tecnologia da informação.

    A missão divulgará um estudo sobre o potencial português para aumentar as exportações para o Brasil, nomeadamente entre 120 produtos especialmente seleccionados por apresentarem maior potencial de crescimento.

    A II Missão e Encontro de Negócios Brasil-Portugal 2007 está a ser organizada pelo Conselho das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira em Portugal.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.