Pepa quer subir para perto do meio da tabela classificativa da I Liga

Pepa quer subir para perto do meio da tabela classificativa da I Liga

 

Lusa/Ao online   Futebol   1 de Jan de 2019, 19:15

O treinador do Tondela assumiu esta segunda feira o objetivo de encurtar a distância com o próximo adversário, Santa Clara, em jogo da 15.ª jornada da I Liga de futebol, e, para isso, quer vencer na deslocação a Ponta Delgada.

“Queremos passar para aquele grupo ali próximo do meio da tabela, porque cinco, seis pontos é num ápice e nós queremos agarrar-nos a isso com tudo e começar a subir e a amealhar pontos. Estamos a oito pontos e queremos encurtar para cinco, e só depende de nós, daquilo que conseguirmos fazer nos Açores”, assumiu Pepa.

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de quarta-feira, o treinador da equipa beirã admitiu que “é sempre melhor trabalhar em cima de vitórias”, uma vez que vem de duas, frente ao Marítimo (2-1) e ao Nacional (2-1), para a Taça da Liga, mas não vê isso como “fundamental, mas sim importante, pela confiança que dá e pelo hábito da vitória”.

Sobre o adversário, Pepa reconheceu que “tem sabido aproveitar muito bem as suas qualidades, potenciar ao máximo os seus jogadores, soube-se reinventar com a lesão grave do ponta de lança, na altura que estava a fazer um bom início de época, um arranque muito promissor e alterou o sistema e os resultados continuaram a aparecer”.

“É uma equipa que não está a surpreender, por aquilo que tem feito, pode surpreender um pouco os distraídos, mas a verdade é que tem conseguido amealhar pontos, têm sido eficazes, tem sido uma equipa equilibrada apesar de sofrerem alguns golos, mas também normalmente marcam muitos, por isso é que são uns dos melhores ataques da prova”, elogiou.

Neste sentido, o treinador ‘auriverde’ disse que “a equipa tem noção e está preparada para aquilo que vai encontrar”, ou seja, “uma equipa que joga num sistema diferente” e, por isso, o Tondela tem “analisado e trabalhado bem” o adversário, porque quer “dar seguimento ao passado recente, o das vitórias e encurtar distâncias”.

Pepa lembrou os últimos dois jogos para reforçar a confiança que tem na equipa, que no seu entender, tem “capacidade de sofrimento, mas, acima de tudo, uma alma muito grande, de um querer e saber que pode ganhar a qualquer equipa e a qualquer momento”.

O treinador falava nos últimos dois jogos realizados, ambos no Estádio João Cardoso, em Tondela, e com o mesmo resultado 2-1 a favor da equipa da casa onde os golos da vitória aconteceram nos últimos minutos o que, no seu entender, “só mostra que a equipa acredita sempre até ao último minuto”.

“Isto também não é nenhuma final, é um jogo que, independentemente de estarem [o Santa Clara] com 20 pontos, neste momento, e ser uma equipa que podemos considerar revelação, é um adversário direto e temos de encarar isso como o jogo mais portante da nossa vida, porque é o próximo”, defendeu Pepa.

O Tondela, 14.º com 12 pontos, e o Santa Clara, oitavo, com 20, defrontam-se na quarta-feira, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, partir das 15:00 locais (16:00 em Portugal Continental).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.