Justiça

Pena suspensa para homem que assaltou banco para pagar dívidas


 

Lusa / AO online   Regional   22 de Mar de 2010, 17:28

O Tribunal da Horta, no Faial, condenou esta segunda-feira a quatro anos e seis meses de cadeia, com pena suspensa, o homem que assaltou no ano passado uma dependência bancária armado com uma faca de cozinha.
O caso ocorreu a 8 de Junho do 2009, quando Manuel Costa entrou na instituição bancária com capacete na cabeça, óculos escuros, luvas e uma faca de cozinha, exigindo dinheiro para pagar as suas dívidas às Finanças e à Segurança Social.

O homem conseguiu sair do banco com cerca de 6400 euros em dinheiro, mas foi detido pela Polícia poucos metros à frente.

O colectivo de juízes deu como provados os factos, condenando o arguido pelo crime de roubo agravado, mas absolveu-o do crime de posse de arma proibida.

O tribunal teve em consideração várias atenuantes, como a ausência de antecedentes criminais, o arrependimento que revelou, a tentativa do arguido de refazer a vida e regressar ao trabalho e as dificuldades económicas que atravessava na altura do crime.

Manuel Costa, marceneiro de profissão, disse em tribunal que devia na altura cerca de 6000 euros à Segurança Social e 5000 às Finanças, afirmando que assaltou o banco numa atitude de “desespero” depois de lhe terem cortado a energia eléctrica da sua carpintaria, por atrasos no pagamento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.