Pelo menos mil músicos vão homenagear os Xutos & Pontapés no verão

Pelo menos mil músicos vão homenagear os Xutos & Pontapés no verão

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   25 de Jan de 2018, 09:09

Cerca de mil músicos profissionais e amadores vão participar numa atuação coletiva, no verão, na região de Lisboa, de homenagem aos Xutos & Pontapés, disse hoje à agência Lusa um dos promotores, Pedro Brazão.

"É uma homenagem completamente genuína, porque os Xutos são os nossos heróis e merecem uma homemagem a sério, verdadeira, dos fãs, nada institucional", afirmou.

Em data ainda a anunciar, possivelmente em julho ou setembro, o que vai acontecer é uma atuação conjunta de pelo menos um milhar de músicos, para interpretarem em conjunto o tema "Não sou o único", que será registado em vídeo, entregue aos Xutos & Pontapés e partilhado 'online'.

A iniciativa, que está a ser preparada há apenas três semanas, inspira-se numa ação semelhante realizada em 2015 por mil músicos, em Cesena, Itália, que tocaram "Learn to fly" para convencer o grupo rock norte-americano Foo Fighters a tocar naquela localidade.

O mote para o evento português - intitulado Xutos1000 - surge também em reação à morte do guitarrista Zé Pedro, em novembro passado.

Segundo Pedro Brazão, Xutos1000 não será um concerto, mas apenas a interpretação daquela música dos Xutos & Pontapés, para a gravação de um vídeo que ocupará várias horas do dia.

As inscrições para o evento deverão abrir na próxima semana, na página xutos1000.com, mas Pedro Brazão revela que já há pelo menos 2.000 pessoas interessadas, tanto de Portugal como do estrangeiro, entre há músicos profissionais, estudantes de música, fãs dos Xutos, cidadãos anónimos.

Há um núcleo de organizadores, unidos pela admiração ao grupo rock português, que está a tratar da logística e da organização dos arranjos e das pautas a distribuir depois a todos os que se inscreverem.

Na atuação são esperados centenas de bateristas, guitarristas, baixistas, cantores, que terão de ensaiar individualmente a partir das pautas que lhes serão entregues. Os ensaios finais só acontecerão no dia da gravação, por razões de organização.

De todo o repertório dos Xutos & Pontapés, "Não sou o único" foi a música mais consensual, por ser fácil de executar, porque tem letra de Zé Pedro e porque "é um tema belíssimo que tem a ver com o que estamos a fazer", disse o promotor.

Pedro Brazão revelou que os Xutos & Pontapés já foram informados da iniciativa e "mostraram-se entusiasmados com a ideia e intrigados com o desafio".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.