Pedro Nascimento Cabral pede respeito pelas pescas

Pedro Nascimento Cabral pede respeito pelas pescas

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   24 de Ago de 2018, 17:09

O candidato à liderança do PSD Açores, Pedro Nascimento Cabral, reuniu com a Federação das Pescas dos Açores, tendo exigido “mais respeito” por este sector que, a par da agricultura, é fundamental para os Açores.



Na reunião, que decorreu em Ponta Delgada, foram abordados diversos assuntos, como o rendimento dos pescadores, o estado dos stocks de algumas espécies, a pesca lúdica, o escoamento do pescado, entre outros.


Segundo Pedro Nascimento Cabral, citado em nota de imprensa, “salta à vista duas coisas: nas ilhas em que a pesca está estável, o seu rendimento é altamente afetado pela dificuldade de escoamento do peixe, que muitas vezes fica a perder valor enquanto se espera por transporte. Por outro lado, em São Miguel, o esforço de pesca de algumas espécies é elevado, pelo que se coloca a necessidade de se valorizar espécies menos comerciais até agora, bem como, à semelhança do que se fez no whale watching, de uma certa reconversão da pesca para operadores marítimo-turísticos”.


O candidato à presidência do PSD Açores acrescentou que, “mais uma vez, se constata a enorme necessidade de um avião cargueiro que contemple todas as nossas áreas de produção para que se consiga colocar os nossos produtos, com o máximo de frescura, nos mercados, o que equivale a dizer com a maior valorização e remuneração dos nossos produtores e pescadores”.


Pedro Nascimento Cabral partilhou, ainda, uma das preocupações expressas por Gualberto Rita, presidente da Federação das Pescas dos Açores, afirmando que “quanto mais sustentáveis somos, mais cortes levamos”, sendo esta “uma preocupação que exige uma maior capacidade e força de negociação, quer com o Governo da República, quer com Bruxelas. Não podemos ser moedas de troca para o que interessa apenas aos outros. Temos de ser firmes nas nossas lutas e interesses”.


Pedro Nascimento Cabral realçou que “importa dar a devida atenção a este sector, cujos profissionais muitas vezes arriscam a sua vida e não recebem o devido e o justo reconhecimento. O PSD Açores tem de ser o grande defensor do sector primário, pois o nosso partido nasceu do Povo, das bases das nossas ilhas e da sua economia”, referiu o candidato à liderança do PSD Açores, acrescentando que, “como partido do Povo que somos, temos de voltar a ser a sua voz e a defender os seus interesses. Só com bases fortes é que conseguiremos ter uma Região na rota do progresso e do desenvolvimento sustentável”, finaliza o comunicado de imprensa.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.