PCP sublinha "falhanço" nas previsões do Governo


 

Lusa / AO online   Economia   17 de Ago de 2010, 12:18

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou esta terça-feira que a estabilização do desemprego nos 10,6 por cento face ao trimestre anterior mostra um “falhanço nas previsões do Governo”.
“Ao fim de sete trimestres de desemprego a crescer, este trimestre manteve-se numa percentagem de 10,6 por cento o que permite já uma conclusão: não é arriscado afirmar que o Governo vai falhar naquela previsão que está contida nas Grandes Opções do Plano, de 9,8 por cento”, afirmou.

O líder do PCP desvalorizou o facto de a taxa de desemprego ter estabilizado quando comparada com o trimestre anterior afirmando que a estabilização pode ser explicada por “elementos meramente conjunturais como a sazonalidade”.

“Insisto nesta ideia, é uma paragem ao fim de sete trimestres consecutivos de o desemprego a aumentar”, frisou Jerónimo de Sousa, em declarações aos jornalistas à margem de uma visita à Confederação Portuguesa de Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, em Lisboa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.