PCP desvaloriza polémica sobre comboio especial fretado pelo PS

PCP desvaloriza polémica sobre comboio especial fretado pelo PS

 

Lusa/Ao online   Nacional   25 de Ago de 2018, 01:34

O PCP desvalorizou esta sexta feira a polémica sobre o comboio especial contratado pelos socialistas para transportar pessoas para a “Festa de Verão” do partido, mas reiterou as críticas ao desinvestimento na ferrovia que “o atual governo do PS tem mantido”.

"A contratação de serviços por diversas entidades com empresas de transportes - rodoviários, ferroviários ou outros -, enquanto prática comercial legítima e natural, não merece particular comentário" do PCP, lê-se numa nota dos comunistas.

Na quinta-feira, o jornal Observador noticiou que a CP “aceita os atrasos resultantes a outros comboios” para que circulem comboios fretados para a Festa de Verão do PS, que se realiza no sábado, em Caminha.

Aquele jornal online acrescentava que os comboios que vão levar militantes socialistas desde o sul do país até à festa da rentrée socialista são prioritários e, se for necessário, podem atrasar o serviço regular da CP pelas zonas em que passa.

O percurso de ida e volta, dizia o Observador, é Santa Apolónia-Pinhal Novo-Caminha.

Na nota, intitulada “sobre os reais problemas no transporte ferroviário e as manobras de diversão”, os comunistas defendem que este tipo de serviços contratados “devem ser feitos no respeito pela oferta regular prestada pelas empresas”.

O que não é aceitável, acrescentam, “é que, em nome do imprescindível serviço regular, se pretenda percorrer um caminho que conduza à legitimação de futuras discriminações ditadas por razões políticas”.

“Os problemas dos transportes públicos e em particular do transporte ferroviário, designadamente do serviço da CP, radicam em anos de desinvestimento de sucessivos governos em que avultam as responsabilidades do Governo PSD/CDS, desinvestimento que o atual governo do PS tem mantido. O que se exige são respostas centradas nos reais problemas e a adoção de medidas inadiáveis como o PCP tem reiteradamente colocado”, lê-se no comunicado.

O CDS-PP e o PSD já criticaram a decisão do PS de fretar comboios para transportar pessoas para a “Festa de Verão” socialista e voltaram a alertar para a degradação da ferrovia.

Esta manhã, o líder socialista, António Costa, disse que "um comboio fretado é um serviço prestado a qualquer cliente" quando questionado pelos jornalistas durante uma visita aos Passadiços do Paiva, em Arouca, distrito de Aveiro, realizada enquanto primeiro-ministro.

O secretário nacional para a organização do PS, Luís Patrão, já tinha dito que este procedimento é usual, adiantando que os custos são de "cerca de 13 mil euros".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.