Impostos

Paraísos fiscais encobrem mais de 21 biliões de euros dos mais ricos do mundo

 Paraísos fiscais encobrem mais de 21 biliões de euros dos mais ricos do mundo

 

Lusa/AO online   Economia   23 de Jul de 2012, 12:23

Os cidadãos mais ricos do mundo colocaram pelo menos 21 biliões de dólares (17,27 biliões de euros) em paraísos fiscais, o equivalente ao produto interno bruto combinado norte-americano e japonês, refere hoje um relatório da Tax Justice Network.

O relatório desta organização não governamental de defesa da transparência fiscal justifica este valor com dados recolhidos junto do Banco Internacional de Pagamentos e do Fundo Monetário Internacional.

James Henry, autor do relatório e antigo economista-chefe da consultora McKinsey, refere, citado pela agência noticiosa France Presse, que este valor é cauteloso, referindo ainda que os mais ricos do mundo poderão ter escondido em paraísos fiscais como as Ilhas Caimão e a Suíça cerca de 32 biliões de dólares.

“Estes ativos estão protegidos por um grupo de facilitadores profissionais, altamente pagos e diligentes, na banca privada e nos setores do direito, da contabilidade e dos veículos de investimento, que se aproveitam de uma economia global com cada vez menos fronteiras”, disse James Henry.

Segundo o relatório, os dez maiores bancos privados geriram mais de seis biliões de dólares em 2010, contra 2,3 biliões cinco anos antes.

A Tax Justice Network tem uma agenda contra os paraísos fiscais e a favor da transparência do sistema fiscal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.