Orçamento do Estado

País tem de fazer "esforço muito sério e significativo" na redução da despesa

País tem de fazer "esforço muito sério e significativo" na redução da despesa

 

Lusa/AO online   Economia   9 de Set de 2010, 11:47

Portugal vai ter de fazer em 2011 “um esforço muito sério e significativo” na redução da despesa pública, afirmou esta quinta-feira em Macau o ministro das Finanças, ao defender que cumprir objectivos implica também uma melhoria das receitas.
Sublinhando a necessidade do corte nas despesas, Teixeira dos Santos mantém a meta de reduzir o défice de 7,3 por cento do produto interno bruto (PIB) em 2010 para 4,6 por cento do PIB em 2011, o que “implica uma redução na ordem de 4.000 a 4.500 milhões de euros”.

“É uma redução muito significativa que exige, efectivamente, um esforço considerável de redução da despesa pública, mas também irá exigir - uma redução do défice desta magnitude – uma melhoria das nossas receitas públicas para atingir o objectivo”, sublinhou.

Para Teixeira dos Santos “a redução da despesa pública é algo de essencial” para se poder “assegurar uma maior sustentabilidade e (…) também credibilidade do esforço de consolidação orçamental, mas uma redução da ordem dos 4.000 a 4.500 milhões de euros dificilmente poderá ser feita só com redução da despesa pública”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.