Educação

Pais lamentam aumento do preço dos manuais escolares

Pais lamentam aumento do preço dos manuais escolares

 

Lusa / AO online   Nacional   29 de Jun de 2010, 10:37

A Confederação das Associações de Pais (Confap) lamenta o aumento do preço dos manuais escolares, por representar mais uma penalização para as famílias, e apela ao Governo para não reduzir a dedução com as despesas de Educação no IRS.
“Este aumento de preços dos manuais escolares tem de ser esclarecido com o impacto nos tempos em que vivemos. Todos os dias nos dizem que temos de cortar, que reduzir”, lembrou, em declarações à agência Lusa, Albino Almeida, presidente da Confap.

O Diário de Notícias de hoje revela que o preço os livros escolares para o próximo ano lectivo vai subir 1,5 por cento no ensino básico e 0,4 por cento no ensino secundário.

A Confap admite que “individualmente os aumentos não são elevados”, mas sublinha que representa uma penalização adicional para as famílias portuguesas.

Segundo as contas de Albino Almeida, no 1.º ciclo o aumento de 1,5 por cento em manuais cujo preço médio é de oito euros representará 12 cêntimos para cada livro, o que significará “cerca de 50 cêntimos numa factura de ronda os 32 euros”.

Quanto ao ensino secundário, a Confap salienta que o aumento de 0,4 por cento nos livros penaliza os alunos que seguem as vias não profissionalizantes, as únicas sujeitas à compra de manuais.

“A Confap entende que teve razão quando alertou o Governo para que este não era o ano para mexer nas deduções à colecta em despesas da educação por parte das famílias”, refere o presidente da Confederação.

Os pais pretendem ainda que o Governo aumente os escalões da ação social escolar, usando o critério da inflação esperada, para que o leque das famílias apoiadas possa ser maior.

Segundo o Diário de Notícias, o aumento no preço dos manuais escolares avança conforme tinha sido definido entre Governo e editoras em Maio. A subida do IVA de cinco para seis por cento será suportada pelas editoras, refere o jornal.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.