Oscar Niemeyer celebra 100 anos rodeado pela família e amigos


 

Lusa / AO online   Internacional   15 de Dez de 2007, 16:47

O arquitecto Oscar Niemeyer celebrou hoje 100 anos entre familiares e amigos na sua casa em Canoas, construída em 1953 na zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.
    Actualmente, a residência considerada um dos símbolos da arquitectura moderna brasileira é a sede da Fundação Niemeyer.

    "A minha vida é normal. Não sei porque durei tanto", disse Niemeyer numa rápida conferência de imprensa, acrescentando que "a vida nem sempre é fácil nem generosa".

    Durante duas horas o arquitecto recebeu um a um, os seus vários amigos, sentado no terraço no jardim tropical que rodeia a Casa de Canoas, ao lado da sua mulher e ex-assistente, Vera Cabrera, 60 anos, e de um dos seus netos.

    O seu bolo de aniversário foi uma réplica do Museu de Arte Contemporânea de Niteroi, construído em 1996.

    "Fazer 100 anos é uma bobagem" disse Niemeyer que acrescentou, “a vida é mais importante que a arquitectura".

    Fiel às suas convicções comunistas, Niemeyer disse que o essencial é levar "uma vida decente baseada na solidariedade".

    "Preocupam-me as desigualdades sociais. A luta de classes é mais importante que a arquitectura", afirmou.

    Autor de cerca de 600 obras no mundo inteiros, entre elas o Casino-Parque do Funchal, tem em mãos cerca de dez projectos.

    Uma ponte no Brasil, um centro cultural em Avilés, no Norte de Espanha, um auditório em Ravello em Itália, um parque aquático em Postdam na Alemanha e a embaixada do Brasil em Havana, são alguns desses projectos.

    O Presidente do Brasil, Lula da Silva anunciou a semana passada que 2008 será o "ano Oscar Niemeyer".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.